Redes definidas por software: ganhando impulso e fazendo a diferença na gestão da infraestrutura das empresas

Software Defined Networking ou Rede Definida por Software (SDN) tem sido considerada por especialistas em tecnologia a última palavra no setor de redes, mas ainda há um vasto debate sobre a melhor maneira de implementá-la e para quais negócios ela é adequada. 

De fato, as empresas já percebem todo o potencial que a tecnologia oferece, e ao implementar controles definidos por software na camada de acesso, a TI pode centralizar e unificar as políticas de rede. 

Para ajudar ainda mais no entendimento da tecnologia SDN e mostrar porque ela está fazendo a diferença na gestão da infraestrutura de TI das empresas, separamos alguns pontos importantes que devem ser levados em consideração na escolha da solução.

A evolução da SDN e seu papel nas redes

Basicamente a tecnologia SDN é uma arquitetura que visa tornar as redes ágeis e flexíveis. Seu objetivo é melhorar o controle da rede, permitindo que empresas e provedores de serviços respondam rapidamente às mudanças nos requisitos de negócios.

Em uma rede definida por software, um engenheiro ou administrador de rede pode configurar o tráfego a partir de um console de controle centralizado sem precisar tocar em switches individuais na rede. 

O controlador SDN direciona os switches para fornecer serviços de rede onde quer que sejam necessários, independentemente das conexões específicas entre um servidor e dispositivos.

Esse processo é um afastamento da arquitetura de rede tradicional, na qual dispositivos de rede individuais tomam decisões de tráfego com base em suas tabelas de roteamento configuradas.

Como funciona na prática

O SDN abrange vários tipos de tecnologias e funcionalidades, incluindo uma separação funcional, virtualização de rede e automação através da programação.

A rede definida por software usa um modo de operação dinâmico, no qual um switch emite uma solicitação de rota para um pacote que não possui uma rota específica. Esse processo é separado do roteamento padrão, que emite solicitações de roteamento por meio de roteadores e algoritmos com base na topologia da rede, não por meio de um controlador.

O aspecto da virtualização da SDN entra em jogo através de uma sobreposição virtual, que é uma rede logicamente separada na parte superior da rede física. Os usuários podem implementar sobreposições ponta a ponta para abstrair a arquitetura atual e segmentar o tráfego de rede. 

Essa segmentação é especialmente útil para provedores de serviços e operadoras com ambientes e serviços em nuvem, pois eles podem provisionar uma rede virtual separada com políticas específicas para cada cliente.

Benefícios que fazem a diferença na gestão da infraestrutura das empresas

Com a SDN, um administrador pode alterar as regras de qualquer switch de rede quando necessário, priorizando ou mesmo bloqueando tipos específicos de pacotes com um nível granular de controle e segurança. 

Isso é especialmente útil em uma arquitetura multi-usuário de computação em nuvem, pois permite que o administrador gerencie as cargas de tráfego de maneira flexível e mais eficiente. 

Essencialmente, isso permite ao administrador usar switches de commodities mais baratos e ter mais controle sobre o fluxo de tráfego da rede do que nunca.

Além disso, outros benefícios das redes definidas por software são o gerenciamento de rede e a visibilidade de ponta a ponta. Um administrador de rede precisa lidar apenas com um controlador centralizado para distribuir políticas aos switches conectados, em vez de configurar vários dispositivos individuais. 

Esse recurso também é uma vantagem de segurança porque o controlador pode monitorar o tráfego e implantar políticas de segurança. Se o controlador considerar o tráfego suspeito, por exemplo, ele pode redirecionar ou soltar os pacotes.

A SDN também virtualiza o hardware e os serviços que eram executados anteriormente por hardware dedicado, resultando nos benefícios anunciados de uma pegada de hardware reduzida e custos operacionais mais baixos.

Por fim, a rede definida por software contribuiu para o surgimento da tecnologia SD-WAN (Wide Area Network ). A SD-WAN emprega o aspecto de sobreposição virtual da tecnologia SDN, abstraindo os links de conectividade de uma organização em toda a WAN e criando uma rede virtual que pode usar a conexão que o controlador considerar adequada para enviar tráfego.

O impacto da SDN para a estratégia do negócio

A rede definida por software teve um grande impacto no gerenciamento da infraestrutura de TI e no design da rede. 

À medida que a tecnologia SDN amadurece, ela não apenas altera o design da infraestrutura de rede, mas também muda a maneira como a TI vê sua função, uma vez que o gerenciamento de tecnologia está mais envolvido em todo o processo de decisão e redefine toda a infraestrutura de rede.

Para saber mais como as redes definidas por software podem fazer a diferença na gestão da infraestrutura de TI de sua empresa, entre em contato agora mesmo com os especialistas da Conversys. Além da disponibilidade para tirar dúvidas, podemos ajudá-lo neste processo de melhoria estratégia de sua arquitetura tecnológica. 

Sobre a Conversys

A Conversys IT Solutions é uma provedora de serviços e soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação com atuação em todo o Brasil. 

Com uma equipe técnica e comercial altamente qualificada e uma rede de parceiros que incluem os principais fabricantes globais de tecnologia, a Conversys IT Solutions está apta a entregar aos clientes soluções customizadas de Infraestrutura de TI e Telecom. 

Investimos em nossos colaboradores e parceiros e primamos por uma relação duradoura com os nossos clientes, pois acreditamos que desta forma conquistamos competências e conhecimentos necessários para inovar e gerar valor aos negócios em que atuamos.

Sobre a Aruba

A ARUBA, uma companhia da Hewlett Parkard Enterprise, está redefinindo a rede inteligente, com soluções de mobilidade e IoT para as organizações de todos os portes globalmente.

Oferecendo soluções de TI que capacitam as organizações a atender à Geração Móvel – usuários habilidosos em mobilidade que dependem de aplicativos baseados na nuvem para todos os aspectos de seu trabalho e vidas pessoais – e para dominar o poder dos insights, para transformar os processos de negócios.

Com os serviços de infraestrutura oferecidos como software da nuvem privada ou pública, a Aruba oferece conectividade segura para mobilidade e IoT permitindo que os profissionais de TI criem redes que acompanham no ritmo das mudanças.