Para evitar a violação de registros médicos, avalie os fatores de risco em sua Infraestrutura de TI

Os registros médicos contêm um conjunto de informações confidenciais e privadas relacionadas à saúde de um paciente. Ainda assim, as organizações de saúde têm sido ineficientes nas medidas de segurança para informações médicas.

Ao longo de anos de estudos , o instituto de pesquisa Ponemon constatou consistentemente que as organizações de saúde têm uma alta probabilidade de violação de registros médicos.

Pior ainda, Ponemon disse que há uma grande probabilidade de que, se um hospital ou provedor de serviços médicos tivessem seus registros médicos violados, eles não saberiam.

Em um estudo divulgado em 2016 relatou que metade de todas as organizações de saúde tinham pouca ou nenhuma confiança em sua capacidade de detectar o quadro completo de perda ou roubo de dados do paciente.

Além disso, o estudo descobriu que metade de todas as organizações de saúde se sentiam inseguras se tinham tecnologias suficientes para prevenir ou detectar o acesso não autorizado aos dados do paciente, ou a perda ou roubo dos registros do paciente.

Muitas organizações de saúde não têm as ferramentas certas para saber quando ocorre uma violação

Em 2017, mais de 5,6 milhões de americanos sofreram violação de registros médicos, em que seus registros foram roubados ou expostos, de acordo com dados divulgados no ano passado por Protenus e DataBreaches.net.

Aqui no Brasil, recentemente, dados de 16 milhões de pacientes com diagnóstico suspeito ou confirmado de covid-19 ficaram expostos no Ministério da Saúde. Além de dados como CPF, endereço e telefone, os pacientes tiveram expostas informações de doenças crônicas e condições de saúde.

De acordo com as estatísticas da pesquisa do Ponemon, o custo de uma violação de dados sobe “exponencialmente” quanto mais tempo leva para uma organização identificar a violação de registros médicos e contê-la.

A maioria dos hackers são oportunistas e, por meio de seus métodos, são capazes de encontrar organizações de saúde com vulnerabilidades. Enquanto grandes organizações de saúde são vulneráveis ​​a uma violação de registros médicos, operações menores são igualmente suscetíveis.

Para evitar uma violação de registros médicos, as organizações devem conduzir uma avaliação completa e priorização dos riscos potenciais. Ao lidar com 10% dos riscos mais críticos inicialmente, as instituições de saúde “tendem a estar à frente do jogo” e podem resolver muitos riscos potenciais.

Uma vez que o risco é avaliado, uma organização precisa construir processos de governança e controle, que podem se concentrar na conscientização

Desta forma, as organizações podem começar a pesquisar tecnologias e processos que podem estar disponíveis para ajudar a prevenir a violação de registros médicos.

Caso ocorra uma violação de registros médicos dentro de uma organização, existem duas etapas principais a serem tomadas para resolver o problema.

1. Identifique a violação

As instituições de saúde devem ter um programa de conformidade em que esteja monitorando para garantir que os principais sistemas estejam funcionando e que não haja grandes vulnerabilidades, como atualizações de segurança de software sem patch.

Portanto, o primeiro passo é identificar as vulnerabilidades antes que os incidentes aconteçam.

2. Comunicar o incidente

Uma vez identificado a violação, então ele deve se tornar público. A organização médica precisa comunicar aos seus pacientes, as vítimas da violação. Faça isso de uma forma que não seja ambígua, honesta. Dê-lhes informações sobre como se proteger das consequências da violação.

Uma violação de registros médicos pode prejudicar o sistema como um todo, custando a instituição de saúde sua reputação e potencialmente prejuízo financeiro ao paciente

No entanto, há ainda mais em jogo do que registros quando se trata de violações dentro de uma organização de saúde.

Existem questões que significam que pode ser mais importante do que nunca manter um alto nível de segurança. O futuro da privacidade e segurança da saúde depende da capacidade de uma organização de pensar proativamente para gerenciar os riscos emergentes, que são muito significativos.

Entre em contato agora mesmo com os especialistas da Conversys e conheça as soluções de segurança, gerenciamento de redes e conectividade da Aruba Networks. Estamos à disposição para ajudar a vencer os novos desafios.

 

Sobre a Conversys

A Conversys IT Solutions é uma provedora de serviços e soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação com atuação em todo o Brasil.

Com uma equipe técnica e comercial altamente qualificada e uma rede de parceiros que incluem os principais fabricantes globais de tecnologia, a Conversys IT Solutions está apta a entregar aos clientes soluções customizadas de Infraestrutura de TI e Telecom.

Investimos em nossos colaboradores e parceiros e primamos por uma relação duradoura com os nossos clientes, pois acreditamos que desta forma conquistamos competências e conhecimentos necessários para inovar e gerar valor aos negócios em que atuamos.