TI no setor de saúde: 3 componentes principais para preparar sua TI para o futuro

Os executivos da área de saúde são frequentemente lembrados de como a tecnologia é valiosa para sua organização quando olham ao redor e veem o impacto que ela traz ao atendimento ao paciente.

Infelizmente, nem todas as iniciativas de tecnologia empreendidas pelos hospitais oferecem os resultados desejados, o que pode deixar muitos questionando o que vale e o que não vale seu investimento.

Os executivos de sucesso de hoje confiam em sua experiência e perspectiva para determinar quais tecnologias merecem sua consideração e quais são apenas exageros.

Observando as tendências atuais da tecnologia e o estado do mercado, alguns executivos de TI já apostaram em tecnologias-chave que consideram indispensáveis ​​para preparar sua estratégia de TI de saúde para o futuro e fornecer resultados tangíveis para sua equipe e pacientes.

A liderança de TI em hospitais geralmente se concentra em alinhar suas iniciativas de TI com as estratégias e objetivos de sua organização

Seu papel os coloca na frente e no centro em termos de decidir ou influenciar quais iniciativas de tecnologia são colocadas no roteiro e adotadas pela organização. No entanto, sempre há riscos com novas tecnologias, e CIOs e CMIOs estão preocupados em manter um equilíbrio quando se trata de adotar uma tendência de tecnologia considerada muito nova.

Em muitos casos, o risco traz uma grande recompensa, e essa é uma aposta que alguns executivos estão dispostos a fazer na tecnologia. Para os executivos que definem o que seu roteiro de tecnologia deve incluir, essas três tecnologias e componentes são essenciais para qualquer estratégia de TI em saúde.

1.   Uma mudança de serviços locais para serviços baseados em nuvem

Existem vários motivos pelos quais a nuvem veio para ficar e será um papel fundamental na estratégia de TI de saúde de um hospital.

À medida que os provedores de nuvem introduzem mais serviços, os departamentos de TI precisam responder rapidamente e dimensionar sua infraestrutura para atender à demanda por serviços de computação.

Os provedores de nuvem provaram que podem oferecer essa flexibilidade e velocidade, mantendo os custos baixos. Como resultado, os serviços em nuvem continuam a ser uma área na qual os hospitais continuarão sua jornada com sua infraestrutura. Este é o resultado do ROI, flexibilidade e facilidade de gerenciamento de serviços baseados em nuvem que substituem os serviços locais.

Os CIOs também estão mais confiantes nas proteções de segurança que os provedores de serviços em nuvem de hoje oferecem para proteger os dados de saúde. Com um modelo de pagamento conforme o uso, as organizações de saúde podem pagar pelo que usam e, ao mesmo tempo, reduzir os custos de infraestrutura.

Essa mudança para a nuvem também permite que a equipe de TI gaste mais tempo aprimorando sistemas e implementando novos serviços benéficos, enquanto gasta menos tempo mantendo a infraestrutura tradicional.

2.   Análise avançada e IA para apoiar as metas do hospital

A inteligência artificial, o processamento de linguagem natural e o aprendizado de máquina mudaram para sempre a forma como vemos os dados e interagimos com os sistemas.

Hoje, todos experimentam os resultados da IA em tudo com que interagimos, desde os assistentes pessoais em casa ajudando nas tarefas do dia a dia até o uso da tecnologia para detectar anormalidades em imagens clínicas e doenças difíceis de detectar.

A tecnologia amadureceu significativamente na última década devido ao poder de computação disponível e aos avanços em algoritmos e dados disponíveis na área de saúde.

A IA também está se tornando um diferenciador importante para alguns sistemas de saúde que adotaram a tecnologia desde o início e estão se diferenciando ao aplicar seus recursos ao atendimento ao paciente de várias maneiras.

Os CIOs reconhecem que é de seu interesse avaliar os diferentes serviços de inteligência e análise dos quais eles podem se beneficiar e decidir quais componentes podem incluir em seu roadmap.

3.   IoT e dispositivos conectados estão se tornando um novo padrão

A explosão de rastreadores de condicionamento físico e vestíveis obrigou os hospitais a considerar maneiras de se atualizar e definir como os dados gerados pelo paciente também podem ser capturados.

Paralelamente, o aumento na adoção de IoT também está encorajando os CIOs a procurar maneiras de capturar outros dados em suas instalações. Este novo impulso para a captura de dados usando pequenos dispositivos está provando apoiar uma série de iniciativas de saúde importantes em torno do monitoramento e envolvimento remoto de pacientes.

Como parte de sua estratégia de TI de saúde de longo prazo, os CIOs precisarão garantir que podem usar wearables e IoT para se conectar com os pacientes e rastrear dados relevantes por meio de diferentes sensores.

Com as constantes mudanças vistas no cenário da tecnologia e o fluxo contínuo de produtos e serviços entrando em foco, muitos CIOs enfrentam o desafio de definir quais tecnologias agregarão valor ao atendimento ao paciente e apoiarão as metas do hospital, e quais são apenas uma distração.

A lista acima oferece um esboço das tendências de tecnologia nas quais muitos CIOs estão ativamente engajados ou planejando, mas isso não deve impedi-los de definir suas próprias iniciativas que consideram adequadas para sua organização.

Sobre a Conversys

A Conversys IT Solutions é uma provedora de serviços e soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação com atuação em todo o Brasil.

Com uma equipe técnica e comercial altamente qualificada e uma rede de parceiros que incluem os principais fabricantes globais de tecnologia, a Conversys IT Solutions está apta a entregar aos clientes soluções customizadas de Infraestrutura de TI e Telecom.

Investimos em nossos colaboradores e parceiros e primamos por uma relação duradoura com os nossos clientes, pois acreditamos que desta forma conquistamos competências e conhecimentos necessários para inovar e gerar valor aos negócios em que atuamos.